sábado, 25 de fevereiro de 2012

Choveu.....

     Pois é, choveu. As previsões estavam corretas, na maioria, e o tempo não contribuiu. Está chovendo o dia todo, e pelo jeito, isso pode comprometer até o Domingo, pois essa chuva não tá com cara de que vai parar tão cedo.
     Com isso, o negócio é ficar em casa, vendo futebol na TV, cozinhando e comendo, estudando e navegando na internet, pesquisando vídeos de voo de outros sortudos que moram num lugar mais seco.
     Um grande abraço a todos.
     Bons voos.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Expectativa....

     Fim de semana se aproximando denovo, começa a aumentar a expectativa de mais uma aulinha no morrote. Mas com a expectativa, aumenta também a incerteza de aula, pois as previsões para amanhã não são das melhores. Alguns sites estão indicando chuva o dia todo, outros mostram chuvas esparsas, e tem até quem fale em dia com sol. Novamente, só saberemos a verdade sobre o clima quando amanhecer o dia amanhã.
     Teoricamente, pela minha evolução nas aulas, amanhã seria o dia do meu voo do topo do morrote, que eu chamo carinhosamente de "Piscina dos Adultos". Amanhã seria meu primeiro voo do topo, meu voo mais alto, minha primeira decolagem de verdade, meu "debut" no voo livre.
     Pelo jeito, terei de esperar mais uma semana, pelo menos.
     Abraço a todos.
     Bons voos.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Vale a pena?

     Sábado tivemos aula de voo, em um dos dias mais quentes do ano na região. Chegamos lá cedo pra aproveitar bem o dia e o vento que estava soprando do Norte, com o sol como companheiro de todas as horas, inclusive, fazendo peso sobre nossas mochilas e equipamentos. Para nossa "sorte", a porteira que dava acesso a propriedade onde se localiza o morrote estava trancada. Com isso, tivemos de caminhar 1 Km sob o sol, com as mochilas nas costas (mais ou menos 15Kg).
     Chegando ao local da aula, começa o suador. O calor tava implacável, passando fácil dos 30°C. E o esforço da aula estava levando o pessoal ao limite das forças. Muito protetor solar, muita água, muitas inflagens e corridas, e alguns "voinhos" depois, paramos para descansar um pouco e comer alguma coisa. No meio da tarde o vento mudou de direção, entrando mais Oeste, o que nos obrigou a mudar de morrote. Guarda equipamento, põe no carro, vai até o outro morrote, descarrega equipamento, caminha mais 1,5 Km até chegar na área de aula.
     Chegando lá, eu não estava mais em condições para nada. Meu pé estava doendo e inchado, pois eu havia me machucado jogando futebol na semana anterior. O nosso instrutor nos incentivou a voar, pois a condição estava boa, mas eu olhava para onde eu iria pousar e todo o caminho de volta até o topo do morro onde estávamos e perdia o ânimo. Meu colega Eder, também iniciante, não se abalou com o cansaço e voou. Não uma, mas CINCO vezes. Quando ele voltou do seu quinto voo, perguntei pra ele:
     Eder, vale a pena esse esforço todo? Ele respondeu - Vale cada gota de suor.....
     Abraço a todos.
     Bons voos.

É logo ali.....


Puxadas, inflagens, corridas....

Descanço merecido numa sombrinha providencial.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Findi denovo. Sinônimo de?

Aula de voo livre..... Ebaaaaaaa....
E a previsão, novamente, é de um fim de semana ensolarado, sem previsão de chuva, pelo menos no sábado. No domingo, pode ser que a chuva apareça mais no finalzinho do dia.
Quem quiser aparecer no morrote, só pra ver como é uma aula, ou quem sabe já vestir o "paraca" e tentar umas inflagens, liga pra gente hoje mesmo, ou no sábado pela manhã, pra ver onde e em que morrote estaremos. Quem quiser tentar um voo duplo, liga pra gente na manhã do domingo, que aí também informamos qual a melhor rampa para realizar o voo.
Também podem ficar ligados aqui no blog, que indicaremos os locais de aula e de voos duplos nas manhãs do final de semana.
Um grande abraço a todos. E um ótimo findi.
Bons voos.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Voo Duplo...

     Uma boa forma de experimentar o voo livre de parapente, para quem acha que é muito difícil ou demorado ou não sabe se teria coragem de fazer o curso (eu mesmo demorei 05 anos pra ganhar coragem de partir pro curso), é com a realização de um voo duplo.
     O voo duplo tem toda a experiência (fantástica!) do voo livre, sem todo o trabalho do curso, pois quem pilota o parapente é um instrutor experiente, com formação para fazer este tipo de voo. E o que o passageiro deve fazer? Nada. Tendo só de curtir a viagem. Como todo voo de parapente, o voo duplo também depende de condições meteorológicas (vento, formação de nuvens, etc.), sendo realizado somente sob condições favoráveis para garantir a segurança de todos. Por isso, pode acontecer que mesmo em dias bonitos e ensolarados não ocorra o voo, pelas demais condições do ambiente.
     Ficou com vontade de fazer um voo duplo? Sentir a sensação de decolar e tirar os pés do chão? Barbada. Sempre, aos domingos, estamos verificando os melhores locais e condições do voo. Basta ligar pra gente no domingo pela manhã no fone (54) 9973.3757 e falar com o Lupa. Nesse momento será orientado qual o local que estaremos voando e onde poderá ser combinado o voo duplo.
     Grande abraço a todos.
     Bons voos.

   

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Mais um domingão...

Depois de sábado com muitos alunos nos morrotes, foi a vez do domingo ser muito especial...pela manhã bem cedo já estávamos no Ninho das Águias (norte) para fazermos a festa. E não deu outra: muitas decolagens e mais dois fizeram seu debut...o Carlos e o Jean (PARABÉNS)e foi em grande estilo com belíssimos vôos e ótimas decolagens e belos pousos... o Gui estreando seu novíssimo E4 tava todo sorrisos, pena que abandonou o barco e não foi ao Morro do Diabo pela tarde, já que ao meio dia, quem pousava, já tinha que alinhar de sul. No Diabo, houve muitas decolagens de duplo e muitos alunos voltaram a voar e se deliciar com vôos maravilhosamente lisos e tranquilos, além de muito sustentados. Enfim, é tudo que todos desejam: estar com o grupo, passar um dia muito legal e de lambuja curtir vôos muito legais,,, até. Que venha o próximo finde. Lupa/Serli - Sky Company

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Voar....

     Tirar os pés do chão. Não saltar ou pular, mas decolar. Ser elevado ao ar somente com a ação do vento e da aerodinâmica de uma asa móvel, sem estrutura rígida, somente sustentada pelo ar dentro dela (sim, a única coisa que tem dentro de um paraglider é ar, nada mais!). Qual a sensação disso? Difícil descrever, mas vou tentar.
     Ontem pela manhã chegamos ao morrote onde acontecem nossas aulas. O vento estava soprando e o dia prometia ser muito bom. Abrimos os paragliders no chão e nos preparamos para a aula. Algumas inflagens, algumas corridas, treinamento de controle de vela, essas coisas. Até que chega o momento. O instrutor diz, "vamos tentar um voinho?". Vamos ué! Porque não? É para isso que eu tô aqui....
     Tenho de confessar, eu não estava pronto para o que viria a seguir.
     Depois de uma inflagem boa e estável, o instrutor diz: Agora, estufa o peito e corre com vontade. E foi o que eu fiz. Depois de uns 5 ou 6 passos "vigorosos" a vela me tirou do chão e me alçou em voo. Um misto de adrenalina, terror, emoção, vontade de gritar, incredulidade, me arrebatou. Eu não devo ter atingido mais de 6 ou 8 metros de altura, mas pela minha perspectiva, pareciam uns 20. Sempre seguindo as instruções do instrutor, ou pelo menos tentando seguí-las da melhor forma que meus braços travados e pesados como pedra achavam possível seguir, voltei ao solo depois de 10 segundos de voo, com um pouso suave. Minhas pernas, frouxas pela descarga de adrenalina, quase não me sustentaram, mas depois de um segundo que toquei o solo elas "acordaram" e continuei caminhando. Só me veio uma palavra a cabeça nessa hora: FANTÁSTICO! E um único sentimento me encheu no momento: QUERO MAIS!
     Durante o dia fiz mais alguns voos. Em um, inclusive, atingi mais de 10 metros de altura e fiquei voando mais de 15 segundos. Para os meus parâmetros, um "voão".
     Voltando ao início do post, qual a sensação de voar de parapente? Eu acho que não posso responder a essa pergunta plenamente agora, pois ainda tenho muita estrada, morrotes e rampas pela frente. Pelo momento só tenho "uma" palavra em mente: SHOW DE BOLA.
     Grande abraço.
     Bons voos.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Sábadoooooooo!!!

Finalmente chegou  o sábadoooo. E não podia ser melhor. As previsões se concretizaram e o dia já amanhaceu ensolarado, sem nuvens, e com uma brisa bem leve, um sinal ótimo de um grande dia de voos. Claro que, pra mim, voos rasos, mas ainda assim, voos.
Estamos nos dirigindo pro morrote, cedinho, pra poder iniciar os voos e treinamentos do dia.
A turma esperada hoje é grande, pois além de mim, temos mais gente iniciando.
Abraço a todos.
Bons voos.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Novela.....

Como citei anteriormente, convivo com o pessoal do voo livre já há quase 05 anos. Uma das coisas que mais me chamou a atenção nesse período é a relação entre o voador e o clima. Já vi voador chutando parede e bufando por causa da chuva. E já vi voador com brilho no olho cedinho, quando vê que o dia está bonito e o vento está entrando num quadrante perfeito. Numa semana que Caxias do Sul ficou alagada então, vocês podem imaginar os humores desse povo. Hoje, quarta-feira, abriu um sol maravilhoso, um dia quente de verão.
Agora começa um novo capítulo nessa novela chamada voo livre. Hoje, todos os voadores que só podem voar nos fins de semana devido aos seus compromissos, iniciam uma exaustiva, meticulosa e intensa pesquisa meteorológica, consultando sites de previsão do tempo, ouvindo tele jornais, rádio, etc, para tentar descobrir que diabo de tempo e vento vai dar no final de semana. E o mais engraçado é que sempre se dá mais crédito ao site que tem a melhor previsão!
Eu já tenho quatro sites que acesso para saber do clima. A partir de hoje, vou consultar eles todo dia, pra saber se vai rolar minha segunda aula no morrote.  Dois sites dão previsão para sábado de tempo bom, sem chuva! Outros dois sites falam de possibilidade de pancadas de chuva à tarde e noite. Eu acredito nos dois primeiros....
Em breve, cenas dos próximos capítulos.....

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Apresentação: Piloto Iniciante.

Quero, antes de qualquer coisa, me apresentar aos leitores do Blog.
Meu nome é Lucas e sou genro do Lupa e da Serli. Conheci a minha esposa, Luísa (Lú), filha deles, em 2007. Naquela época ela era praticante de voo livre, inclusive, os auxiliava nas aulas, com os alunos iniciantes.  Muitas vezes fomos para rampas, onde ela voava e eu ficava só olhando. Desde sempre achei o esporte maravilhoso, com toda a ciência envolvida, aerodinâmica, meteorologia, essas coisas, mas o máximo que eu cheguei perto foi fazendo um voo duplo com o Lupa, em Torres.
Depois de um tempo a Lú parou de voar por causa de nossa agenda. Passaram-se alguns anos, o mundo deu algumas voltas, outros ventos sopraram, etc..... Recentemente voltamos a acompanhar o pessoal nas rampas, mas sem a intenção de voar. No verão deste ano, 2012, fomos junto com uma turma de alunos da escola para Morro dos Conventos (SC). Pegamos um final de semana fantástico de voo, com vento bom, onde a Lú fez um “voinho”. Depois de 03 anos sem voar, a cara de felicidade dela me pegou de jeito.
Depois de muito tempo de convívio com o pessoal do voo livre (foram quase 5 anos ganhando coragem) e a expressão de felicidade de minha esposa em minha mente, decidi me aventurar nesse esporte fantástico e iniciar o curso de voo para que nós pudéssemos voar juntos e curtir o esporte. E é deste ponto da história que inicia minha participação no Blog da Sky Company. Vou relatar nos posts experiências, sentimentos, sensações e dicas para os “voadores” de primeira viagem.
Grande abraço, e que venham os voos.
Eu, na minha primeira aula.....

EUROPA..... EUROPA

Grande notícia... alô, alô... o tour para  o local onde nasceu o parapente está fechado...confirmado...e anciosamente aguardado....aos 18 dias do mês de setembro/12 estaremos realizando um grande sonho nosso e dos demais componentes do grupo. Embarcamos pela TAP em Porto Alegre e em Lisboa, estaremos fazendo dois dias de passeios e conhecendo um pouco mais daquelas terras de além mar...depois rumo a Genebra, onde rumaremos com duas Vans aos locais mais tradicionais do voo livre mundial, como Saint Hilaire (Festival anual), Chamonix, Interlaken, Anecy, Le Saleve, Montanhas do Jurra e outros locais com certeza, espetculares. O grupo: Lupa/Serli/Geraldo/Sukão/Ana/Mauro/Clarisse/Majola/Esposa/Valdir,Nilva e Rafael/ Pedó/Xandó/Jefe/Leandro e Ivinho... estão todos inquietos aguardando o dia do embraque...e não querendo saber que o dia marcado para voltar, será 29/09. Esperamos uma viagem espetacular com belos vôos e lembranças apaixonantes.... até....

Morrotes molhados....

Bem que tentamos, mas nossa persistência acabou desabando junto com os temporais que se formavam um atás do outro nos morrotes no último sábado... grande pena, pois haviam alunos de primeira  aula (inclusive nosso genro) e que pouco puderam aproveitar nos poucos momentos em que havia algum vento definido, pois além de extremamente inconstante, era sempre muito fraco. Mas valeu como sempre a boa companhia de outros integrantes da Escola, levando tudo numa boa. Com a esperança de voarmos no domingo, nossa amiga chuva, novamente nos prestigiou com algumas pancadas, impossibilitando nossa vontade de voar. Ficamos no chão, falando por telefone com vários pilotos e no final, só a TV e alguns vídeos de voo é claro, salvaram nosso dia... até. Lupa/Serli

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Morro dos Conventos

Foi um encontro de puro lazer, entretenimento,diversão e é claro, de vôo... Muito tempo se passou desde qua a Escola tinha levado um grupo de novos pilotos para voar naquele local muito bacana e não deu outra: Sucesso total e já está programada uma nova excurção para depois do carnaval... mais gente quer curtir o local e a turma, que foi companheira e bastante especial.Até nossa filha Luísa realizou dois vôos depois de muito tempo sem sentir este gostinho maravilhoso.Muitos mais vôos houveram e vários pilotos afinaram suas decolagens e pousos e teve alguns que até ensaiaram pequenos lifts e se via o sorrisão estampado na cara de cada um. Parabéns a todos e obrigado ao Pyna que nos recebeu com muito carinho. Abaixo uma foto da tchurma se escondendo do sol e jogando muita conversa fora...
ATÉ A PRÓXIMA....